IAGRO

ANÁLISE DE SEMENTES DE VEGETAIS OU DE PARTES DE VEGETAIS

Atualizado em 12/09/2022 às 10:09

O QUE É ESTE SERVIÇO

Análises e Re-Análises qualitativas de amostras de sementes de Forrageiras e de Grandes Culturas.

Análises realizadas no Laboratório de Análise de Sementes Oficial Campo Grande – LASO CG:

Forrageiras: Andropogon gayanus Kunth (ANDROPOGON), Calopogonium mucunoides Dev. (CALOPOGÔNIO/FALSO-ORÓ), Cenchrus ciliaris L. (CAPIM BUFFEL/BUFFEL GRASS), Megathyrsus maximus (Jacq) B. K. Simon & S. W. L. Jacobs. = Panicum maximum Jacq., Paspalum atratum Sw. (CAPIM-POJUCA), Paspalum notatum Flüggé = Paspalum saurae (Parodi) Parodi (GRAMA-BATATAIS/PENSACOLA), Pennisetum glaucum (L.) R.Br. (MILHETO), Pennisetum purpureum Schum. (CAPIM-ELEFANTE), Pennisetum glaucum (L.) R. Br. x Pennisetum purpureum Schum. (CAPIM-ELEFANTE-HÍBRIDO), Setaria sphacelatata (Schumach.) Stapf et C.E. Hubb. incluindo Setaria anceps Stapf (SETÁRIA), Stylosanthes guianensis (Aubl) Sw (ESTILOSANTE), Stylosanthes capitata Vogel (ESTILOSANTE), Stylosanthes macrocephala M.B. Ferr. & S. Costa (ESTILOSANTE), Urochloa brizantha (Hochst. Ex A. Ritch.) R. D. Webster = Brachiaria brizantha (Hochst. ex A. Rich) Stapf (BRAQUIÁRIA BRIZANTHA), Urochloa decumbens (Staph) R. D. Webster = Brachiaria decumbens Stapf (BRAQUIÁRIA DECUMBENS), Urochloa humidicola (Rhendle) Morrone & Zuloaga = Brachiaria humidicola (Rendle) Schweick (BRAQUIÁRIA HUMIDICOLA), Urochloa ruziziensis (R. Germ.& C. M.Everard) Crins = Brachiaria ruziziensis R. Germ et Evrard (BRAQUIÁRIA RUZIENSIS) e Urochloa brizantha x Urochloa decumbens x Urochloa ruziziensis (BRAQUIÁRIA HÍBRIDA).

Análises qualitativas: Análise de Pureza, Determinação de outras sementes por número, Teste de germinação, Teste de tetrazólio, Análise de sementes revestidas e Peso de mil sementes.

Análises realizadas no Laboratório de Análise de Sementes Oficial Dourados – LASO DO:

Grandes Culturas: Gossypium hirsutum (ALGODÃO), Oryza sativa (ARROZ); Avena byzantina (AVEIA AMARELA), Avena sativa (AVEIA BRANCA), Avena strigosa (AVEIA PRETA), Brassica napus (CANOLA), Crambe abyssinica (CRAMBE), Crotalaria spp. (CROTALÁRIA), Pisum sativum (ERVILHA), Phaseolus vulgaris (FEIJÃO), Helianthus annuus (GIRASSOL), Cajanus cajan (GUANDU), Lens culinaris (LENTILHA), Pennisetum glaucum (MILHETO), Zea mays (MILHO), Raphanus sativus (NABO FORRAGEIRO), Sorghum bicolor (SORGO), Glycine max (SOJA), Triticosecale Wittm. (TRITICALE) e Triticum aestivum (TRIGO).

Análises qualitativas: Análise de pureza; Determinação de outras sementes por número; Teste de germinação; Vigor envelhecimento acelerado (para Gossypium hirsutum – ALGODÃO, Oryza sativa – ARROZ, Phaseolus vulgaris – FEIJÃO, Helianthus annuus – GIRASSOL, Zea mays – MILHO, Glycine max – SOJA, Sorghum bicolor – SORGO e Triticum aestivum – TRIGO); Exame de sementes infestadas (para Phaseolus vulgaris – FEIJÃO e Zea mays – MILHO); Verificação de outras cultivares (para Phaseolus vulgaris  – FEIJÃO e Glycine max – SOJA); Peso de mil sementes (para Helianthus annuus – GIRASSOL, Pennisetum glaucum – MILHETO, Zea mays – MILHO e Glycine max – SOJA); Teste de uniformidade (para Zea mays – MILHO e Sorghum bicolor – SORGO); Teste de peroxidase em soja; Teste de hipocótilo em soja; e Detecção qualitativa de OGM por meio de kit imunocromatográfico (para Glycine max – SOJA).


QUEM PODE UTILIZAR ESTE SERVIÇO

– Serviço de Fiscalização do comércio nacional e internacional de sementes e do sistema de certificação de sementes oriundos do MAPA e dos demais órgãos estaduais competentes;

– Empresas produtoras e comercializadoras de sementes;

– Produtores rurais.


CARACTERÍSTICA DO SERVIÇO

Presencial


DOCUMENTOS NECESSÁRIOS

1. FORM.LASO.40 -Registro de recepção de amostras de sementes

2. Emitir a Guia – Emissão Manual de Taxas gerada no E-Saniagro.

*Formulários incompletos não serão aceitos.


ETAPAS DE PROCESSAMENTO DESTE SERVIÇO

Etapa 1 – Preencher o formulário FORM.LASO.40 -Registro de recepção de amostras de sementes;

Etapa 2 – Dirigir-se a Unidade Local da IAGRO mais próxima com a amostra de sementes e solicitar o preenchimento da Guia – Emissão Manual de Taxas gerada no E-Saniagro;

Etapa 3 – Realizar o pagamento da taxa correspondente ao serviço de análise solicitado;

Etapa 4 – Consultar o andamento da análise da amostra (por telefone):

LASO Campo Grande – (67) 3901-2771 e (67) 99252-7425 (WhatsApp).

LASO Dourados – (67) 3410 – 2367.


CUSTO DESTE SERVIÇO

Análise e reanálise qualitativa de amostra de sementes:

– Análise completa de pureza, germinação e presença de sementes nocivas: 2,8 UFERMS/amostra – Prazo: 30 dias contados a partir do recebimento da amostra na Unidade Laboratorial;

– Teste de tetrazólio ou análise de pureza: 2,3 UFERMS/amostra – Prazo: 21 dias contados a partir do recebimento da amostra na Unidade Laboratorial;

– Análise de transgenia para Glycine max (SOJA) considerando cada veículo transportador: 3,5 UFERMS/veículo – Prazo: 21 dias contados a partir do recebimento da amostra na Unidade Laboratorial.

Análise de transgenia para Glycine max (SOJA) considerando cada tonelada de produto a granel: 0,05 UFERMS a granel/tonelada – Prazo: 21 dias contados a partir do recebimento da amostra na Unidade Laboratorial.

Consulte o valor da UFERMS aqui.


PRAZO MÁXIMO PARA ATENDIMENTO

Até 30 dias.


CANAIS DE ACESSO A ESTE SERVIÇO

Para acesso às informações:

https://www.iagro.ms.gov.br/laboratorio-supervisor-de-analise-de-sementes/

Para acesso aos formulários:

FORM.LASO.40 -Registro de recepção de amostras de sementes

 


CANAIS DE COMUNICAÇÃO AO USUÁRIO

Para solicitações, consultas e esclarecimento de dúvidas:

– LASO Campo Grande – (67) 3901 – 2771 e lasocg@iagro.ms.gov.br

– LASO Dourados – (67) 3410 – 2367 e lasodo@iagro.ms.gov.br

– Divisão de Laboratórios de Análises de Sementes Oficiais – (67) 3901 – 2771 e iagrolaso@iagro.ms.gov.br

Unidades Locais da IAGRO nos 79 municípios de Mato Grosso do Sul.

 


CANAIS PARA APRESENTAÇÃO DE MANIFESTAÇÕES DOS USUÁRIOS SOBRE A PRESTAÇÃO DO SERVIÇO


COMPROMISSO DE ATENDIMENTO

Realizar as análises das amostras de sementes segundo as metodologias previstas na legislação vigente em conformidade com os requisitos da Norma ABNT ISO IEC 17025.


LEGISLAÇÃO

Lei Federal nº 10.711, de 5 de agosto de 2003

Decreto Federal nº 5.153, de 23 de julho de 2004

Decreto nº 10586 de 18 de dezembro de 2020


OUTRAS INFORMAÇÕES

Contatos:

Divisão de Laboratórios de Análise de Sementes – (67) 3901-2771

Campo Grande – MS

Laboratório de Análise de Sementes Oficial  – (67) 3410-2367

Dourados – MS


ELABORADO POR

Mathilde Isabel Bachiega de Oliveira

Telefone: (67) 3901 – 2771

Atualizado em 02/09/2022


SVG Essa informação foi util?

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.