IAGRO

REGISTRO DE PRODUTOS NO SIE

O QUE É ESTE SERVIÇO

É o serviço prestado pela IAGRO, através da Divisão de Inspeção de produtos de Origem Animal (DIPOA) aos interessados em registrar produtos de origem animal, ou alterar rótulos de produtos já registrados, para efetuar o comércio no âmbito do território estadual.  O registro de produto deve abranger o processo de fabricação, de formulação, de composição do produto e de rotulagem. Depois de cumpridas pela indústria as exigências previstas na legislação vigente, será emitido pela DIPOA/IAGRO um parecer técnico com a relação de produtos aprovados e seus respectivos números de registro, ou seja, que cumpriram com as exigências para registro e rotulagem.


QUEM PODE UTILIZAR ESTE SERVIÇO

Este serviço poderá ser requerido por pessoa física ou jurídica já registrada no SIE, ou em processo de registro no SIE, interessada em registrar produtos de origem animal.


CARACTERÍSTICA DO SERVIÇO

Presencial


DOCUMENTOS NECESSÁRIOS

MOD.DIPOA.003 Requerimento de análise de rótulos e alteração de croqui em duas vias (uma via para anexar ao processo e outra para o requerente); Croqui do(s) rótulo(s) com representação fiel em relação as cores e tamanhos, à sua utilização final; Memorial descritivo do produto conforme modelo fornecido pela DIPOA/IAGRO – FOR.DIPOA.002 – Registo de produto de origem animal; pagamento da taxa de aprovação e registro de rótulos dos estabelecimentos registrados no SIE.


ETAPAS DE PROCESSAMENTO DESTE SERVIÇO

Etapa 1 – Acessar o site http://www.iagro.ms.gov.br/ acessando Empresa > Serviço de Inspeção Estadual – SIE, ou entrar em contato com a Unidade Local da IAGRO no município onde se encontra a indústria para receber orientações e modelos de documentação a ser preenchida.

Etapa 2 – Preencher o modelo de requerimento MOD.DIPOA.003 Requerimento de análise de rótulos e alteração de croqui em duas vias (uma via para a IAGRO anexar ao processo e outra para o requerente)  e protocolar na IAGRO local. Preencher o FOR.DIPOA.002 – Registo de produto de origem animal, um formulário por produto a ser analisado, anexando os croquis de rótulos (em tamanho natural) correspondentes.

Etapa 3 – Aguardar a análise dos croquis e memoriais dos produtos pelo Fiscal Estadual  Agropecuário da IAGRO.

Etapa 4 – Aguardar o Parecer técnico do Fiscal Estadual Agropecuário da IAGRO que realizou a análise, com a resposta de aprovação das produtos e seus respectivos croquis de rotulagem. No caso de não aprovação, o Fiscal Estadual Agropecuário apontará os motivos da não aprovação solicitando as correções necessárias. No caso de aprovados, o Fiscal Estadual Agropecuário discriminará lista dos produtos e seus respectivos números de registros.

Etapa 5 – Confecção dos rótulos pela indústria, seguindo ao que foi aprovado pelo SIE.

Etapa 3 – Aguardar a análise dos croquis e memoriais dos produtos pelo Fiscal Estadual  Agropecuário da IAGRO.

Etapa 4 – Aguardar o Parecer técnico do Fiscal agropecuário da IAGRO que realizou a análise, com a resposta de aprovação das produtos e seus respectivos croquis de rotulagem. No caso de não aprovação, o Fiscal Estadual Agropecuário apontará os motivos da não aprovação solicitando as correções necessárias. No caso de aprovados, o Fiscal Estadual Agropecuário discriminará lista dos produtos e seus respectivos números de registros.

Etapa 5 – Confecção dos rótulos pela indústria, seguindo ao que foi aprovado pelo SIE.


CUSTO DESTE SERVIÇO

Para aprovação e registro de rótulos é cobrada taxa no valor de 4 (quatro) UFERMS, por rótulo, conforme Lei N.º 3.826, de 22 de dezembro de 2009.


PRAZO MÁXIMO PARA ATENDIMENTO

A IAGRO responderá às solicitações do requerente num prazo de 60 dias a contar da data do recebimento da solicitação ao Fiscal Estadual Agropecuário responsável.


CANAIS DE ACESSO A ESTE SERVIÇO

Unidades Locais da IAGRO ou através de consulta ao site na internet.


CANAIS DE COMUNICAÇÃO AO USUÁRIO

Unidades Locais, Unidades Regionais, IAGRO Central, e-mail.


CANAIS PARA APRESENTAÇÃO DE MANIFESTAÇÕES DOS USUÁRIOS SOBRE A PRESTAÇÃO DO SERVIÇO


COMPROMISSO DE ATENDIMENTO

O atendimento ao usuário será feito pelo Fiscal Estadual Agropecuário responsável pela fiscalização à planta da indústria.


LEGISLAÇÃO

Lei 1.232 de 10/12/1991 – Cria o Serviço de Inspeção Estadual.

Lei 4820 de 10/03/2016 – Dispõe sobre normas que regulamentam a obrigatoriedade de prévia inspeção e fiscalização dos produtos de origem animal produzidos no Estado do Mato Grosso do Sul, destinados ao consumo e sobre matérias correlacionadas.

Decreto n.14.756 de 12/06/2017 que regulamenta a Lei n. 4.820 de 10/03/2016.

Portaria Iagro n. 3.571 de 14/06/2017 – Dispõe sobre a execução das atividades do Decreto Estadual nº 14.756, de 12 de junho de 2017, relativo a obrigatoriedade de prévia inspeção e fiscalização dos produtos de origem animal.

Lei 3.826 de 22/12/2009 – Institui taxas relacionadas ou decorrentes da atuação institucional da agência de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (IAGRO).

Lei 1283/50, regulamentada pelo Decreto Nº 9.013, de 29/03/2017 que dispõe sobre a inspeção industrial e sanitária de produtos de origem animal. Lei 7.889 de 23/11/89 – Dispõe sobre inspeção sanitária e industrial dos produtos de origem animal.

Portaria/IAGRO/MS nº 2.796 de 22/05/2013 – Torna obrigatória a implantação de Programa de Qualidade e seus requisitos em estabelecimentos de produtos de origem animal registrados no SIE/MS. Alterada pelas Portaria IAGRO/MS Nº 3.196 de 08/09/2014  e Portaria/IAGRO/MS n.º 3297 de 09/03/2015.

Portaria IAGRO 3.537  de 07/12/2015 – Estabelece o uso de legislação de instância superior.

Demais Legislações específicas disponíveis no site http://www.iagro.ms.gov.br/manual-de-orientacao-para-construcao-de-agroindustria/.


OUTRAS INFORMAÇÕES

Divisão de Inspeção de Produtos de Origem Animal:

Contatos: (67) 3901-2734 / (67) 3901-2735 / (67) 3901-2737 / (67) 3901-2738 / (67) 3901-2739.

E-mail: dipoa@iagro.ms.gov.br


ELABORADO POR

Cristianne Maria Ximenes Nogueira Petrucci – matrícula 86096021

Atualizada em 14.08.2020


SVG Essa informação foi util?